Manual de Instruções Viili Iogurte Infinito – preparo e cuidados

O VIILI é um iogurte mesófilo (se desenvolve melhor em condições de temperatura moderada), procedente dos países nórdicos (Dinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega e Suécia). Sua temperatura ideal de fermentação situa-se em torno de 22° e considera-se 25° já uma temperatura limite, que não deve ser excedida para que se obtenha a consistência ideal. 

A ação microbiana de bactérias lácticas produzem exopolissacáridos, responsáveis por sua consistência gelatinosa e o sabor suave e agradável, levemente doce se comparado a outros laticínios em cultura de iogurte, tornando-se uma boa opção inclusive para crianças pequenas. 

O VIILI  também apresenta uma superfície de crescimento de levedura, na qual se forma uma camada aveludada.

Nos países nórdicos o Creme VIILI é feito a partir de nata em vez de leite e é usado na culinária, como creme de leite, com cebolinha e outros temperos, como molho frio para os peixes ou como base para molhos de imersão. 

De fácil manuseio, seu preparo necessita somente da cultura inicial (starter em pó, granulado ou pasta), leite, recipiente esterilizado e colher também esterilizada. Basta reidratar brevemente e misturar o starter ao leite, deixando descansar em temperatura ambiente, até que após 24 horas nota-se que endureceu no vasilhame. Este tempo para a obtenção do ponto é  variável, especialmente por se tratar de produto natural e portanto suscetível a diversas influências decorrentes da qualidade do leite utilizado (sempre integral), manuseio e temperatura local (do ambiente aonde se dá a fermentação). Não utiliza iogurteira e basta ter uma vez para de seu próprio iogurte retirar a matriz para o próximo.

Instruções para o manuseio do Viili Iogurte Infinito

1. Esterilize os utensílios.

2. Reidrate o conteúdo da embalagem recebida colocando-o em duas colheres de sopa de leite (integral e à temperatura ambiente) durante 15 minutos. Após, dê a partida inicial misturando o starter reidratado a 100ml de leite (integral e à temperatura ambiente) e batendo no liquidificador ou mixer por aproximadamente 2 minutos. Depois, despeje todo o conteúdo num recipiente de vidro e tampe com filme plástico, guardanapo ou toalha de papel, fixando com fio ou elástico.

3. Deixe fermentar até que atinja o ponto ideal de firmeza. O tempo base para este processo é de 24 horas, porém varia por estarmos trabalhando com produto natural, suscetível a diversas influências decorrentes de uma série de fatores, como a qualidade do leite utilizado (sempre integral e à temperatura ambiente), manuseio e temperatura local (do ambiente aonde se dá a fermentação). A temperatura ambiente indicada situa-se em torno de 22°.

4. O recipiente da fermentação deve ficar totalmente estático, sem ser movimentado ou balançado nesse período.

5. Assim que perceber a consistência firme, coloque-o na geladeira para estabilizar a fermentação.

6. Entre duas e quatro horas pode retirar, está pronto seu VIILI. Antes de servi-lo faça a nova partida, tirando um pouco do iogurte pronto do centro do recipiente. Para cada colher de sopa cheia retirada, coloque o equivalente a 100ml de leite integral e à temperatura ambiente.

7. O que sobrou pode ser consumido puro, com adição de frutas, a seu gosto.

8. Quando fizer pela primeira vez, não consuma o primeiro, apenas tire a próxima partida e comece a consumir a partir do terceiro ou quarto, de preferência. Nos primeiros dias o gosto ainda estará carbonatado, mas à medida que as fermentações forem se sucedendo o sabor passará a ser o natural .

9. Se você perceber que o iogurte “desandou”, seja por por alteração brusca ou inadequação de temperatura, desproporção do leite ou qualquer outro motivo, não se preocupe; é só dessorar este resultante colocando-o em um coador de café e deixando-o na geladeira em torno de 4 horas (ou até todo o soro ser drenado). Após misture o conteúdo do coador a 100ml de leite (integral e à temperatura ambiente) e bata no liquidificador ou mixer por aproximadamente 2 minutos. Depois, despeje todo o conteúdo num recipiente de vidro e tampe com filme plástico, guardanapo ou toalha de papel, fixando com fio ou elástico.

10. Não esqueça de fazer seu starter reserva. Assim que fizer seu primeiro iogurte, lembre de retirar uma parte e congelar.

11. Basta seguir estas instruções, dar manutenção e o seu VIILI será para sempre.

villi-iogurte

2 Comentários


  1. Bom, eu ganhei a “isca” do iogurte Viili de uma amiga, e vim navegar na internet em busca de maiores informações e encontrei o site de vocês e ao ler a postagens de vocês referente ao iogurte Viilli me deparei com esta informação (Nos países nórdicos o Creme VIILI é feito a partir de nata em vez de leite e é usado na culinária, como creme de leite, com cebolinha e outros temperos, como molho frio para os peixes ou como base para molhos de imersão. ) e surgiram duas pequenas dúvidas vou enumera-las para facilitar a compreensão

    1º) Quando vocês dissem nos países nórdicos o Creme Villi é feito a partir de nata a em vez de leite,. Vocês estão querendo dizer que o Iogurte Viilli é feito com Nata (creme de leite)?

    2º) Em Portugal se utiliza a palavra nata em vez de Creme de Leite,, então cuando vocês utilizam a palavra nata , vocês estão querendo dizer creme de leite

    De antemão Muito Obrigada

Comentários encerrados.