alimentos que contem probioticos

A procura por alimentos probióticos, que contém bactérias que fazem bem para o organismo humano, tem crescido nas últimas décadas. Graças a estudos na área de alimentação, hoje é possível se beneficiar deste tipo de alimento. Mas você sabe aonde encontrá-los? O médico Edward Group, em artigo para o site do qual é fundador, o Global Healing Center, aponta algumas fontes de alimentos probióticos que podem ser incorporadas ao cardápio do dia a dia.

Quando se pensa em probióticos, o iogurte é o primeiro alimento que vem à cabeça. Para o médico, ele é uma das principais fontes das chamadas bactérias benéficas para o organismo. Apenas fique atento à embalagem do produto antes de comprá-lo, pois não são todos os iogurtes que contém probióticos. Verifique também se a empresa especifica a espécie de microorganismo, quantidade e unidades formadoras de colônias (UFC) na embalagem do produto.

Na lista de Group, também aparece o chocolate amargo, que segundo o médico, pode conter cerca de quatro vezes mais probióticos do que outros laticínios.

Alguns ingredientes usados em certos pratos sofrem fermentação e, dessa forma, podem produzir bactérias do bem. Um exemplo disso é um prato coreano chamado kimchi. Apesar de pouco conhecido no Brasil, ele é feito com uma mistura de repolho, pimenta malagueta, rabanete, cenoura, alho, gengibre, cebola e caldo de peixe, e contém lactobacillus kimchii, uma bactéria benéfica para o trato intestinal. Quando estiver em algum restaurante coreano, não deixe de experimentar essa iguaria, que ainda é fonte de vitamina A, C, B1, B2, betacaroteno, cálcio e ferro. Pesquisas indicam ainda que esse tipo de prato pode ser um aliado na luta contra o vírus da gripe suína.

Popular na cozinha japonesa, o missoshiro é uma sopa produzida a partir de um processo de fermentação da mistura de soja, cevada, arroz marrom e outros grãos com um tipo de fungo chamado koji (aspergillus oryzae). O Dr. Group afirma que esse prato é usado também pela cozinha macrobiótica por ser um regulador intestinal natural. Rico em proteínas, vitamina B12, zinco, cobre e manganês, o Missô é servido com cebolinha e tofu, o que o torna um alimento muito saboroso.

O chucrute, um prato alemão feito com repolho e normalmente servido com joelho de porco, apresenta um gosto particular devido à formação de ácido lático constituído durante a fermentação do repolho. Para Group, esse alimento não é apenas boa fonte de bactérias naturais do ácido lático, como lactobacillus e pediococcus, mas também é capaz de ajudar a reduzir os sintomas de alergia. E ainda é rico em vitamina C e enzimas digestivas.

O microorganismo usado no processo de fermentação da cerveja, o Saccharomyces cerevisiae, também age como probiótico no organismo humano. De acordo com a pesquisa “Probiotics: preventing antibiotic-associated diarrhea”, a atividade probiótica desse tipo de bactéria é indicada, entre outros benefícios, para pessoas com intolerância à lactose e diarreias. A levedura também traz proteínas, ácido fólico, fibras, vitaminas do complexo B e sais minerais. É encontrada na forma de flocos, pó e comprimidos. Você pode usá-la na forma de pó em sucos, sopas, saladas, vitaminas e até no arroz e no feijão.

alimentos que contem probioticos